Arquivo da categoria: Assuntos

Conceitos e explicações dos tópicos da matemática financeira abordados nos exercícios deste site.

Aplicando Juros Simples na prática

Os valores de juros e multa adotados, na maioria dos casos, por magistrados e Advogados no Brasil são baseados nos Juros Simples com percentual de 1% ao mês. Na prática irei demonstrar através de exemplos, a forma para calcular o saldo devedor aplicando a fómula do Juros Simples. Considere a relação abaixo que demonstra os vencimentos de cada boleto e seus respectivos pagamentos: Boleto […]
Leia mais »

Convenção Linear e Convenção Exponencial Para Períodos Não Inteiros

Em algumas operações financeiras, o prazo não é um número inteiro em relação ao prazo definido para a taxa. Como na prática é muito raro a não-formação dos juros em intervalos de tempo inferiores a um período inteiro, passa-se adotar 2 convenções para solucionar estes casos: linear ou exponencial. CONVENÇÃO LINEAR Esta convenção é uma […]
Leia mais »

Taxa Nominal e Taxa Efetiva – Juros Compostos

Quando se trata de taxa nominal é comum admitir-se que a capitalização ocorre por juros proporcionais simples. A taxa por período de capitalização de 36% ao ano é 3% ao mês. Aplica-se a taxa proporcional ou linear de juros simples (36% /12=3%). Ao se capitalizar a taxa nominal de 36%aa, apura-se uma taxa efetiva de juros superior a 36% […]
Leia mais »

Taxas Equivalentes – Juros Compostos

O conceito enunciado de taxa equivalente permanence válido para o regime de juros compostos diferenciando-se dos juros simples na fómula de cálculo da taxa de juros. Por se tratar de capitalização exponencial, a expressão da taxa equivalente composta é a media geométrica da taxa de juros do período inteiro, isto é: Por exemplo, a taxa […]
Leia mais »

Juros Compostos

O regime de juros compostos considera que os juros formados em cada período são acrescidos ao capital formando o montante (capital + juros) do período, ou seja, o montante passará a render juros no período seguinte formando um novo montante (constituído do capital inicial, dos juros acumulados e dos juros sobre os juros formados em […]
Leia mais »

Juro Exato e Juro Comercial – Juros Simples

É comum nas operações de curto prazo, onde predominam as aplicações com taxas referenciais em juros simples, ter-se o prazo definido em número dias. Nestes casos, o número de dias pode ser calculado de duas maneiras: a) Pelo tempo exato, utilizando -se efetivamente o calendário do ano civil (365 dias). O Juro apurado desta maneira […]
Leia mais »

Taxa Proporcional e Taxa Equivalente – Juros Simples

No regime de juros simples, diante de sua própria natureza linear, esta transformação é processada pela denominada taxa proporcional de juros também denominada de taxa linear ou nominal.  Esta taxa proporcional é obtida da divisão entre a taxa de juros considerada na operação e o número de vezes em que ocorrerão os juros (quantidade de […]
Leia mais »

Montante e Capital – Juros Simples

Um determinado capital, quando aplicado a uma taxa periódica de juro por determinado tempo, produz um valor acumulado denominado de montante, e identificado em juros simples por M. Em outras palavras, o montante é constituído do capital mais o valor acumulado dos juros, isto é: No entanto, sabe-se que:  Substituindo esta expressão básica na fórmula […]
Leia mais »

Fórmulas de Juros Simples

  O valor dos Juros é calculado a partir da seguinte expressão: onde: j =valor dos juros expresso em unidades monetárias; C =capital. É o valor (em $) representativo de determinado momento; i =taxa de juros, expressa em sua forma unitária; n=prazo. Esta fórmula é básica tanto para o cálculo dos juros como dos outros […]
Leia mais »