Arquivo da categoria: Juros Compostos (Fórmulas e Conceitos Importantes)

Espaço reservado para fórmulas

Convenção Linear e Convenção Exponencial Para Períodos Não Inteiros

Em algumas operações financeiras, o prazo não é um número inteiro em relação ao prazo definido para a taxa. Como na prática é muito raro a não-formação dos juros em intervalos de tempo inferiores a um período inteiro, passa-se adotar 2 convenções para solucionar estes casos: linear ou exponencial. CONVENÇÃO LINEAR Esta convenção é uma […]
Leia mais »

Taxa Nominal e Taxa Efetiva – Juros Compostos

Quando se trata de taxa nominal é comum admitir-se que a capitalização ocorre por juros proporcionais simples. A taxa por período de capitalização de 36% ao ano é 3% ao mês. Aplica-se a taxa proporcional ou linear de juros simples (36% /12=3%). Ao se capitalizar a taxa nominal de 36%aa, apura-se uma taxa efetiva de juros superior a 36% […]
Leia mais »

Taxas Equivalentes – Juros Compostos

O conceito enunciado de taxa equivalente permanence válido para o regime de juros compostos diferenciando-se dos juros simples na fómula de cálculo da taxa de juros. Por se tratar de capitalização exponencial, a expressão da taxa equivalente composta é a media geométrica da taxa de juros do período inteiro, isto é: Por exemplo, a taxa […]
Leia mais »

Juros Compostos

O regime de juros compostos considera que os juros formados em cada período são acrescidos ao capital formando o montante (capital + juros) do período, ou seja, o montante passará a render juros no período seguinte formando um novo montante (constituído do capital inicial, dos juros acumulados e dos juros sobre os juros formados em […]
Leia mais »